Google+ Followers

Irish coffee

Bom para aquecer coração e alma... Das várias receitas existentes, resolvi desenvolver a minha.

Curiosidades sobre essa bebida, retirada do site Celtas Today:

http://www.celtastoday.com/irish-coffee-cafe-irlandes-curiosidades-e-receitas/

O Irish Coffe é a mistura de basicamente três produtos: uísque irlandês, café e creme de leite fresco batido. Nos bares trocaram o creme de leite por chantilly, mas com o creme certeza que fica melhor. Para finalizar a receita, é acrescentado também um pouco de açúcar cristal  mais tradicionalmente é feito com  açúcar mascavo,  o açúcar mascavo de beterraba, muito usado na Europa.
A bebida dis a lenda surgiu em 1942, no bar do restaurante do aeroporto em Foynes, na Irlanda. O aeroporto, que ligava a América à Europa, era usado por flying boats, aviões que pousam na água, e frequentemente visitado por personalidade da época. Num determinado dia de mau tempo, o vôo voltou ao aeroporto e todos os passageiros ficaram esperando a liberação da próxima decolagem. Porém, o dono do restaurante, Joe Sheridan, não deixou ninguém ficar com fome ou sede, principalmente porque era uma região fria, e, portanto, resolveu “esquentar” os humores colocando uísque no café. Sem querer, um passageiro americano questionou “is this Brazilian coffee?” ( isso é café brasileiro), “No”  (não), disse Joe “That’s Irish Coffee” ( É café Irlandês). E a partir daí o mundo conheceu o típico café irlandês.

Ingredientes

*serve 4 pessoas


4 xícaras (de chá) de café coado, forte e quente
2 colheres (de sopa) de açúcar refinado
1 xícara (de chá) de uísque
4 colheres (de sopa) de creme de leite
chantili fresco batido (ou de spray)
Modo de fazer

1. Junte no liquidificador o café bem quente, açúcar, uísque e creme de leite. Bata e sirva imediatamente com um pouco de chantili por cima.







Atum grelhado com crosta de pimenta

Atum fresco é o peixe preferido do filho mais velho e toda vez que vem alguém de regiões de praia, a encomenda é certa.

Resolvi testar essa receita do Claude Toisgros com minhas adaptações.

Ingredientes

3 postas grandes de atum fresco
2 colheres de sopa de mix de pimenta do reino preta, branca e vermelha em grãos
colheres de sopa de margarina
azeite de oliva a gosto
4 dentes de alho inteiros
vegetais cozidos a gosto ou salada 

Modo de fazer

1. Com antecedência de uma hora, tempere os filés com sal e azeite a gosto. Deixe marinar.

2. Num pilão, soque as pimentas grosseiramente (não podem ficar muito finas).

3. Aqueça a margarina e fio de azeite numa frigideira antiaderente e coloque os dentes de alho junto. 



3.b. Enquanto aquece, coloque as pimentas delicadamente num dos lados de cada posta de atum.


4. Leve para grelhar do lado da pimenta primeiro. Depois vire e deixe grelhar do outro lado.





















5. Sirva com legumes cozidos no vapor e salada a gosto.




Filé de frango com aspargos e cogumelos


Sabe aquela vontade que rola de vez em quando, de comer alguma coisa mais light???? 
Foi assim, quando vi reunidos dentro do carrinho de compras desses ingredientes.


Ingredientes

1 bandeja de filé de frango cortado em bifes médios
sal e pimenta a gosto
2 dentes de alho amassados
1 colher de sopa de molho shoyo
1 colher de sobremesa de margarina
1 maço de aspargos frescos (verde ou do branco)
100 g de ervilhas frescas
100 g de shimeji fresco
100 g de cogumelo paris fresco
1 cebola pequena em rodelas
azeite de oliva a gosto

Modo de fazer

1. Tempere os bifes de frango com sal, pimenta do reino moída na hora e o alho e um fio de azeite. Deixe marinar. Reserve.

2. Lave os vegetais, pique a cebola, descasque os aspargos e fatie os cogumelos. Reserve.

3. Numa frigideira antiaderente, coloque azeite de oliva e a margarina, deixe aquecer e grelhe os bifes de frango aos poucos (para não criar líquido, nem grudar). Depois de prontos, retire da panela e reserve.

4. Na mesma panela, coloque os vegetais nessa sequencia: cebola (deixe grelhar até ficar mais escura), cogumelos e ervilhas. Vá mexendo e pingando um pouco de água para não deixar secar nem grudar. Tempere com pitada de sal, shoyo e pimenta a gosto. Deixe a água secar para ficarem macios, mas não moles. 

5. Sirva os peitos de frangos com os vegetais grelhados ainda quentes.












Contrafilé acebolado com spaghetti e molho de creme de leite

Massa + carne = mistura perfeita...

Então, spaghetti com contrafilé acebolado:

Ingredientes

1 kg de contrafilé cortado em bifes não muito finos
1 cebola grande em rodelas
2 colheres de sopa de óleo
1 colher de sobremesa de margarina
500 g de massa spaghetti
1 lata de creme de leite 
azeite de oliva a gosto
2 dentes de alho
sal e pimenta do reino a gosto
queijo parmesão ralado na hora

Modo de fazer

1. Tempere os bifes com sal e pimenta do reino ralada na hora. Reserve.

2. Numa panela grande coloque a água (2 litros) para ferver com fio de azeite e sal a gosto. Depois de levantar fervura, coloque a massa para cozinhar (al dente). Depois de cozida, escorra e reserve.

3. Enquanto o macarrão cozinha, em uma panela de fundo grosso ou frigideira antiaderente, coloque o óleo e a margarina para aquecerem. Grelhar os bifes aos poucos, para não criar água e nem fritar demais (uns 2 ou 3 de cada vez). Reserve.

4. Na mesma panela, na gordura que sobrou dos bifes, coloque a cebola e deixe grelhar até dourar. Se precisar, pingue água para soltar o caldo. Reserve.

5. Faça o molho: numa panela aqueça azeite a gosto e coloque o alho para dourar de leve. Adicione o creme de leite (com soro) e tempere com pitada de sal e pimenta moída na hora. 

6. Monte o prato assim: Massa / molho / parmesão ralado/ bife e cebola por cima.




Creme de chocolate com doce de morango e castanha de caju


Atendendo a pedidos, na estação do morango tem que ter uma sobremesa especial. Esse ano, fiz esse docinho para servir de colher... acabou sendo servida em taça de vinho - a tacinha de docinho de colher tinha acabado :(

Ingredientes

1 caixa de morangos lavados e sem o cabinho (250 g)
1 xícara de açúcar
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite sem soro
2 colheres de sopa de chocolate em pó
1 colher de sopa de margarina
1 pacotinho pequeno de castanha de caju triturada

Modo de fazer

1. Inicie pela geleia de morango. Num prato, coloque os morangos picados e amasse com um garfo. Deixe em pedaços.

2. Coloque junto com o açúcar numa panela de fundo grosso e leve para cozinhar até perceber que se formou uma geleia não muito dura (não pode deixar o ponto enquanto está cozinhando na panela, senão fica muito grudenta e dura).

3. Deixe esfriar. Reserve.

4. Em outra panela, faça um brigadeiro mole com o leite condensado, a margarina e o chocolate em pó. Quando terminar, retire do fogo e misture o creme de leite. Misture bem. Reserve.

5. Monte os copinhos nessa sequencia: doce de morango, brigadeiro mole e salpique as castanhas.








Brigadeiro de pêssego com Amarula


Eu nunca fui muito fã de brigadeiro de chocolate. Essa receita, para servir de colher, surgiu assim que vi polpa de pêssego no freezer... umas passas ali... o licor...

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 colher de sopa de margarina
2 pacotes de polpa de pêssego (100 ml cada)
50 g de uva passa branca
licor de amarula suficiente para cobrir as passas

Modo de fazer

1. Deixe a polpa fora do freezer até descongelar.

2. Numa panela de fundo grosso, coloque o leite condensado, a margarina e a polpa. Mexa bem até perceber que está desgrudando do fundo da panela. Reserve até esfriar.

3. Coloque as passas num recipiente e cubra com o licor. Deixe marinar. Reserve.

4. Na hora de servir, coloque em tacinhas ou em ramequins pequenos, coloque as passas para enfeitar e sirva geladinho!!!





Canelone de bacalhau com ricota

Fica leve, chic e gostoso. Fácil de fazer. Precisa mais?




Ingredientes 

Para o recheio
10 folhas de massa de canelone
300 g de bacalhau já limpo e dessalgado
300 g de ricota fresca
sal, pimenta do reino a gosto
azeite de oliva
salsa picada a gosto

Para o molho branco
1 litro de leite
2 colheres de sopa de farinha de trigo ou maizena
2 colheres de sopa de margarina
sal e pimenta branca moída a gosto
200 g de requeijão de copo ou catupiry

150 g de queijo parmesão ralado na hora para gratinar


Modo de fazer

1. Prepare o recheio da seguinte forma: 

2. Cozinhe o bacalhau em água ou leite até ficar macio. Escorra e amasse bem com um garfo. Reserve.

3. Amasse a ricota numa vasilha com um garfo ou passe por uma peneira. 

4. Misture com o bacalhau e tempere com sal, pimenta, azeite de oliva e a salsa picada. Reserve.

5. Faça o molho branco, seguindo essa receita (menos a cebola) e deixe reservado. Agora cozinhe a massa.

6. Numa panela com 3 litros de água, cozinhe a massa  de canelone aos poucos, por alguns minutos (cuidado para não cozinhar muito senão ela quebra). Coloque a massa numa vasilha com água gelada para cessar o cozimento e escorra. Monte o prato.

7. Numa vasilha refratária, coloque uma porção de molho branco. 

8. Coloque o recheio na massa, enrole e ponha no refratário.






9. Finalize jogando o restante do molho branco e salpique queijo parmesão ralado por cima. Leve ao forno pré-aquecido para gratinar. Sirva quente. 
Um bom vinho tinto cai bem!





Caldinho de feijão


Em dias de feijoada ou naquelas noites frias, nada melhor que um caldinho de feijão bem temperado e apimentado.

E servindo numa tacinha bonitinha, agrada mais ainda.



Ingredientes

200 g de feijão (preto, vermelho ou carioca) cozido com 2 folhas de louro. (Reserve com o caldo do cozimento, sem as folhas de louro).
2 colheres de sopa de óleo de canola
1/2 cebola ralada
3 dentes de alho amassados
1 linguiça calabresa picada em quadrados
100 g de bacon frito e quebradinho
sal e pimenta do reino a gosto
1 pimenta dedo de moça ou 2 malaguetas amassadas (a quantidade de pimenta é opcional)

Modo de fazer

1. Numa panela, aqueça o óleo e frite a linguiça picada. Reserve. Adicione o bacon na mesma panela e frite. Reserve.

2. Na mesma panela, no óleo que sobrou, frite a cebola e o alho. Acrescente a pimenta e coloque o feijão já cozido e batido com o caldo.

3. Acrescente sal e pimenta do reino a gosto, a linguiça e deixe ferver até engrossar.

4. Para servir, jogue um pouco de bacon fritinho por cima de cada porção e sirva acompanhado de pães crocantes. 

Nesse caso, eu decorei com pão integral cortado em vários formatos, folha de salsa e joguei bacon picado no prato também.

Penne com molho de coelho

Era para ser uma lasanha inspirada na receita do chef Claude Toisgros (GNT), mas estava sem a massa própria, daí tive que improvisar. Usei massa de penne e ficou muito bom.

Carne de coelho é bem tenra e tem sabor parecido com o de frango. 
Adorei a inovação.

Comprei o coelho já limpo e cortado, direto de um fornecedor, que é amigo de trabalho. 
Obrigada Harley, por ter indicado. Se alguém quiser e se sentir inspirado, só falar comigo que dou o telefone do fornecedor. Ele entrega limpo, inteiro ou cortado.

obs. Se não gostar ou não tiver coelho, pode fazer essa receita com frango.


Ingredientes

1 coelho de +- 1 kg cortado em pedaços
3 colheres de sopa de óleo
1 lata de tomate sem pele (ou 2 tomates sem pele e sem semente)
3 colheres de sopa de massa de tomate
1 cebola média picada
1 dente de alho amassado
1 colher de sopa de mostarda Dijon
1 cálice de vinho branco
cheiro verde picado a gosto
sal e pimenta do reino a gosto
1 colher de sopa de páprica ou colorau
1 colher de sopa de açafrão
200 ml de creme de leite fresco
1 copo de requeijão cremoso
1 pacote de penne - 500 g
200 g de queijo parmesão ou suíço ralado grosso

Modo de fazer

1. Tempere o coelho com sal e pimenta do reino a gosto. Reserve.

2. Numa panela, aqueça o óleo e coloque os pedaços de carne para selar (dourar dos dois lados).

3. Adicione a cebola, o alho, açafrão, páprica (ou colorau), tomate e mexa bem até ficarem cozidinhos os temperos. 

4. Coloque agora a massa de tomate, o cheiro verde e o vinho. Misture tudo e deixe cozinhar até ficar bem macia a carne. Se precisar, acrescente água aos poucos.


5. Retire os pedaços de coelho cozidos e deixe esfriar para desfiar. Reserve.



6. Na panela em que sobrou o caldo do cozimento, adicione a mostarda, o creme de leite fresco, 3 colheres de requeijão e 100 g do queijo ralado. Deixe cozinhar mais um pouquinho até engrossar e coloque o coelho desfiado. Reserve.


7. Coloque o macarrão para cozinhar conforme instruções da embalagem (al dente).

8. Escorra a massa depois de cozida e monte o prato em camadas.

9. Forre uma refratária com margarina e coloque uma porção de molho, depois massa e assim sucessivamente até terminar.












10. Por último, coloque o restante do requeijão e o queijo ralado. Leve para gratinar e sirva quente.



Couscous marroquino


A gente come uma comidinha num coquetel e dá muita vontade de fazer em casa.
Mudei alguns ingredientes, misturei receitas e fiz a minha versão. 


Ingredientes

Etapa 1
200 g de couscous seco (usei da marca TIPIAK)
200 ml de água quente
1 colher de sopa de suco de limão siciliano
3 colheres de sopa de azeite de oliva
meia colher de chá de sal

Etapa 2
meia cebola picada
1 xícara de alho poró picado
1 linguiça portuguesa (ou calabresa) em cubinhos
1 tomate picado sem semente
suco de 1 limão taiti (ou siciliano)
2 dentes de alho ralado
1 colher de sopa de manjericão picado
1 colher de sopa de cebolinha picada
2 colheres de sopa de coentro picado
raspas de limão siciliano
sal, pimenta do reino a gosto e azeite de oliva  a gosto para temperar 

Modo de fazer

1. Ferva a água numa panelinha e adicione o couscous. Tempere com o suco de limão, azeite e sal. Misture bem. Tampe a panela e deixe hidratar por 5 minutos.
Depois misture para soltar o couscous e reserve.



2. Numa frigideira antiaderente doure a linguiça. Retire e reserve. Na mesma panela acrescente o alho poró e deixe murchar. Reserve junto com a linguiça.












3. Agora é a o momento de misturar tudo. Coloque numa travessa para salada o couscous hidratado e temperado, adicione a linguiça, o alho poró, cebola, tomate, manjericão, cebolinha, alho, raspas de limão e coentro. 




4. Tempere com o suco de limão, sal, pimenta do reino e azeite de oliva a gosto.

5. Misture bem para incorporar tudo e deixe meia hora para tomar gosto e sirva em seguida.















Picolé Detox

Eu vi essa receita num site e achei bastante interessante.
Fiz como recomendado e acrescentei abacaxi.
A textura não ficou igual à da foto do site, mas o sabor é muito bom, sem falar em todos os benefícios.

"O picolé é rico em fibras solúveis e insolúveis, fitonutrientes antiinflamatórios e antioxidantes com efeitos funcionais relevantes.
O alto teor de fitonutrientes antiinflamatórios e antioxidantes presentes na fruta, na verdura e na erva utilizadas na receita protege o organismo do estresse oxidativo e desarma gatilhos genéticos importantes que provocam inflamação."

Veja a reportagem integral em: 
http://www.suacorrida.com.br/receitas-2/picole-detox/


Ingredientes

2 folhas de couve picada
1 maçã sem casca e sem semente picada
1 cenoura pequena picada
3 c. sopa de hortelã picada
1 pedaço pequeno de gengibre (+- 1 colher de café)
500 ml de água de coco


Modo de fazer

1. Bata todos os ingredientes no liquidificador e não coe para não perder as fibras.
2.  Coloque em forminhas para picolé ou saquinhos para geladinho e leve ao freezer até congelar. 

Você pode substituir a maçã por duas rodelas de abacaxi, a cenoura por uma beterraba pequena, a água de coco por chá branco e a hortelã por salsinha.






Na forminha de picolé ficou assim.

Pode ainda usar forminhas de gelo. Armazene os cubinhos depois de congelados.



Casquinha de siri ou moqueca de siri catado?

Casquinha de siri ou moqueca de siri é uma delícia para servir de entrada. Servi outro dia num almoço com as amigas e outro dia, no lanche do trabalho e deu muito certo. O siri veio de avião, diretamente de João Pessoa! :)




Ingredientes

1 kg de carne de siri 
1 vidro de leite de coco pequeno
1/2 pimentão amarelo picadinho
4 colheres de sopa de azeite de oliva
2 dentes de alho amassados
1 tomate picadinho
1 cebola pequena picada
4 colheres de cheiro verde picado
1 cubo de caldo de peixe ou de frango
2 colheres de sopa de azeite de dendê
sal e pimenta do reino a gosto
pimenta dedo de moça a gosto, picadinha e sem semente

Para a farofinha: farinha de rosca e queijo parmesão ralado misturados (3 colheres de cada).

Modo de fazer

1. Aqueça o azeite de oliva numa panela e adicione a cebola, o tomate, alho e pimentão. Deixe refogar um pouco e acrescente a carne de siri.
2. Mexa tudo e coloque o azeite de dendê, o caldo de peixe, tempere com sal, pimentas e por último o leite de coco. 
3. Deixe cozinhar mais um pouco. Prove o sal e desligue o fogo.
4. Coloque pequenas porções em ramequins ou na casquinha de siri (ou caranguejo), salpique a farofinha e leve para dourar. Sirva quente.



Arroz doce - tipicamente goiano

Sobremesa típica da região centro-oeste, muito apreciada em Goiás e MG e fácil de fazer.
Alguns conhecem como arroz de leite. Pode ser temperado com cravo, canela em pau, casca de limão, coco ou com açúcar queimado.
Eu gosto dele bem cremoso, branquinho, sem muito "enfeite".
Outro segredo que descobri é usar arroz arbóreo (próprio para risoto), pois o doce ficará mais cremoso e mais macio.

Ingredientes
1 xícara de arroz arbóreo (rende bastante, dá umas 8 porções generosas)
2 paus de canela 
4 colheres de sopa de açúcar
1 lata de leite condensado
1 litro de leite
+- 300 ml de água
1 pitada de sal (realça o sabor do doce)
canela em pó para decorar (a gosto)

Modo de fazer

1. Lave e escorra o arroz. 
2. Numa panela de fundo grosso, coloque o arroz, canela, pitada de sal, açúcar e a água, que será adicionada aos poucos.
3. Vá mexendo sem parar com uma colher de pau e adicionando água na medida em que precisar até ficar bem cozido o arroz.
4. Quando estiver com pouca água e bem macio, adicione o leite quente fervido e o leite condensado e continue mexendo até engrossar novamente.
5. Transfira para uma vasilha de vidro e deixe esfriar para servir. Há quem goste dele morno, mas alguns preferem frio.
6. Lembre-se de deixar com mais caldo, pois a tendência é engrossar quando esfria.
7. Outra dica: para quem gosta dele marronzinho, faça assim:
- não cozinhe com as 4 colheres de açúcar da receita acima. 
- utilize essa quantidade de açúcar para queimar como calda de pudim e adicione o arroz já preparado na calda quente. Mexa bem até derreter o açúcar e se precisar, adicione mais leite. Sirva com canela em pó. Fica assim: